Pular para o conteúdo principal

http://www.pnud.org.br/Noticia.aspx?id=3651


Escultura "Non-Violence" (Não-Violência), do artista Fredrik Reuterswärd, um presente do governo de Luxemburgo às Nações Unidas. Foto: Jacob Said/PNUD Brasil.










21 Setembro 2012
do PNUD


Mais de meio milhão de pessoas morrem todos os anos em conflitos armados, ataques violentos e como resultado de atividades criminosas no mundo. Buscando transformar esta realidade, a Organização das Nações Unidas (ONU) adotou o dia 21 de setembro como o Dia Internacional da Paz, um momento de cessar-fogo e não violência. Nesta data, a ONU pede o encerramento completo das hostilidades em todo o mundo. 



Como parte das iniciativas no Brasil, o Programa Conjunto da ONU Segurança com Cidadania, que integra seis agências das Nações Unidas no país, lança hoje (21), o site www.segurancacomcidadania.org. Ferramenta de promoção da segurança cidadã, o portal tem como objetivo divulgar as ações em andamento nos três municípios brasileiros que fazem parte do Programa Conjunto: Contagem (MG), Lauro de Freitas (BA) e Vitória (ES).





O programa visa desenvolver ações dirigidas para prevenir a violência que afeta crianças, adolescentes e jovens entre 10 e 24 anos em situação de vulnerabilidade, por meio do estímulo ao cumprimento voluntário das regras, da autorregulação do comportamento e da promoção de mecanismos de controle social. As ações preventivas estão sendo realizadas em áreas geográficas específicas: o Bairro Itinga, em Lauro de Freitas, no estado da Bahia; Região Nacional em Contagem, Minas Gerais; e Região Administrativa VII São Pedro, em Vitória, no Espírito Santo.



A expectativa é de que, com o apoio de pontos focais de comunicação das comunidades dos três municípios, o portal possa evoluir para uma plataforma viva de participação e de exercício de cidadania. Na fase inicial, o site tem a função primordial de servir de repositório de informações e experiências do Programa, bem como de ferramenta de transparência. O objetivo é de que as próprias comunidades usem esta plataforma para promover suas ações de segurança com cidadania e para que se vejam como os verdadeiros protagonistas desta transformação.


Veja mais informações no comunicado de imprensa.

O Dia Internacional da Paz

A instituição de um dia dedicado à paz aconteceu em 1981, quando os Estados-Membros da ONU aprovaram em Assembleia Geral a criação da data. O dia faz um apelo para que os combatentes em todo o mundo encontrem soluções pacíficas para os conflitos. 

Em 2001, a ONU também aprovou uma resolução que decreta o dia 21 de setembro como um momento de cessar-fogo, para incentivar a interrupção de conflitos armados e atos violentos em todo o mundo durante a data. A ideia surgiu com a Peace One Day, organização não governamental da Grã-Bretanha que luta pela criação de uma cultura de paz global. Veja aqui o vídeo que conta a história desta conquista.

O tema deste ano é “Paz Sustentável para um Futuro Sustentável”. O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, destacou em mensagem enviada hoje que os conflitos armados atacam os muitos pilares do desenvolvimento sustentável. “Os recursos naturais devem ser usados para o benefício da sociedade, não para financiar guerras”, enfatizou. 

Cerca de 1,5 bilhão de pessoas, o que corresponde a mais de 20% da população mundial, vivem em países afetados pela guerra, violência e altos índices de criminalidade. Para a Administradora do PNUD, Helen Clark, a ausência da paz dificulta o progresso e o desenvolvimento dos países. “Os indivíduos mais frágeis, como as mulheres e meninas que sofrem discriminação, são os mais atingidos pelos conflitos armados. A guerra aumenta sua vulnerabilidade social e econômica”, afirma Helen Clark.

ONU - Cidadania - Jovens - Segurança Cidadã - Justiça

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vagas para pesquisadores na OIT

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) dedica-se a promover a justiça social e os direitos humanos e trabalhistas reconhecidos internacionalmente, buscando a sua missão fundadora de que a justiça social é essencial para uma paz universal e duradoura.

Apenas uma agência tripartida da ONU, a OIT reúne governos, empregadores e representantes dos trabalhadores de 187 Estados membros , estabelecer normas laborais, desenvolver políticas e elaborar programas que promovam o trabalho decente para todas as mulheres e homens.

Hoje, a agenda do Trabalho Decente da OIT  ajuda a promover as condições econômicas e de trabalho que dão a todos os trabalhadores, empregadores e governos uma participação em paz, prosperidade e progresso duradouros.


(sede da OIT)

A consideração primordial no preenchimento de qualquer vaga deve ser a necessidade de obter uma equipe com os mais altos padrões de competência, eficiência e integridade. Devem ser tidos em conta a importância de manter um pessoal selecion…

Programa seleciona pesquisador ou professor para cátedra nos EUA

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulga nesta quarta-feira, 16, o Edital nº 37/2017, referente à edição 2018/2019 da Cátedra Dra. Ruth Cardoso – Universidade Columbia. Ofertado pela CAPES em parceria com o J. William Fulbright Foreign Scholarship Board, o programa apoia a participação de um professor ou pesquisador brasileiro em atividades de docência e pesquisa nas áreas de Ciências Humanas e Sociais na Universidade Columbia, localizada em Nova Iorque (EUA).


Vagas na ONU no Brasil

A Organização das Nações Unidas, também conhecida pela sigla ONU, é uma organização internacional formada por países que se reuniram voluntariamente para trabalhar pela paz e o desenvolvimento mundiais.
O preâmbulo da Carta das Nações Unidas – documento de fundação da Organização – expressa os ideais e os propósitos dos povos cujos governos se uniram para constituir as Nações Unidas:
“Nós, os povos das Nações Unidas, resolvidos a preservar as gerações vindouras do flagelo da guerra, que, por duas vezes no espaço da nossa vida, trouxe sofrimentos indizíveis à humanidade, e a reafirmar a fé nos direitos fundamentais do homem, na dignidade e no valor do ser humano, na igualdade de direitos dos homens e das mulheres, assim como das nações grandes e pequenas, e a estabelecer condições sob as quais a justiça e o respeito às obrigações decorrentes de tratados e de outras fontes de direito internacional possam ser mantidos, e a promover o progresso social e melhores condições de vida dentro …